Seges arrecada valor 309% acima do esperado em leilo de bens inservveis

Sexta-feira, 18 de março de 2016 | Publicado às 15h31

A A

  

Após dois anos sem a realização de leilão de bens inservíveis, a Secretaria de Estado de Gestão (Seges), por meio da Secretaria Adjunta de Patrimônio e Serviços, realizou nessa quinta-feira (17.03) o 1º Leilão de Veículos, Barcos e Carretinhas inservíveis do Governo do Estado de Mato Grosso. O valor arrecadado superou as expectativas iniciais, ficando 309% acima do valor estimado.

Ao todo foram ofertados 212 lotes, sendo arrematados 204, totalizando o valor de R$ 621.800,00. O valor da somatória dos lances iniciais chegava a apenas R$ 152.100,00. "O valor alcançado superou todas as nossas expectativas. Como os veículos ficaram muito tempo parados no pátio, praticamente dois anos, as condições físicas deles já não eram muito favoráveis, então, ver o valor alcançado foi gratificante para toda a equipe", ressaltou a presidente da Comissão de Leilão da Seges, Fernanda Rego de Souza.

Os valores arrecadados são divididos e direcionados para dois fundos estaduais, o de Segurança Pública (Fesp), para compra de equipamentos e investimento na Segurança Pública, e o de Desenvolvimento do Servidor Público (Fundesp), revertido para capacitação e melhoria da administração pública.

"Este Governo tem primado pela melhoria da gestão pública, tanto no investimento, com a aquisição de novos materiais, quanto na capacitação dos servidores públicos, e agora teremos mais este montante para investirmos. É importante também lembrar que estes valores são frutos de bens que, para o Estado, não seriam mais úteis, eram inservíveis, estavam parados ocupando espaço", afirmou o secretário de Estado de Gestão, Júlio Modesto.

Modesto enfatizou que uma das principais preocupações em relação a realização dos leilões de bens inservíveis é a desocupação dos pátios e a limpeza destes locais. "Precisamos somar todos os esforços na luta contra o mosquito Aedes aegypti e a epidemia de dengue, chikungunya, zika e consequentemente a microcefalia", completou.

O Leilão foi realizado pela Superbid Leilões, por meio da leiloeira Poliana Mikejevs C. Lorga, acompanhado pela presidente da Comissão de Leilão, Fernanda Rego de Souza e membros. Além da forma presencial, os interessados também puderam dar lances virtualmente por meio do site www.superbid.net.

 


Fonte: Dani Danchura - Seges/MT
Imprimir