INÍCIO | FALE CONOSCO | TELEFONES DO GOVERNO | SERVIÇOS IDIOMA SOCIAL
   
Governo de Mato Grosso - Página Inicial
  Consulta Processos
  Perícia Médica
  Comissão de Ética
  Nomeações
  Concursos
  MT Saúde
  Telefones

  Notícias

Sexta-feira, 14 de julho de 2017 | Publicado às 13h22
Ministério da Saúde informa que entrega de 5 medicamentos está em “situação de alerta”

Ministério da Saúde alertou que dos 37 medicamentos utilizados para o tratamento de pacientes com HIV/Aids, cinco deles não estão sendo distribuídos de acordo com os pedidos feitos e estão em “situação de alerta/crítica”.

Em nota enviada aos estados, o Ministério da Saúde alertou que dos 37 medicamentos utilizados para o tratamento de pacientes com HIV/Aids, cinco deles não estão sendo distribuídos de acordo com os pedidos feitos e estão em “situação de alerta/crítica”. Em 21 de junho, a Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT), já havia alertado para o risco de desabastecimento dos remédios, já que o ministério não vem enviando a quantidade solicitada.

A nota foi enviada pelo Departamento Vigilância, Prevenção e Controle IST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde a todos os coordenadores e responsáveis nos estados pela logística dos medicamentos antirretrovirais. Um dos cinco remédios listados é o Zidovudina Solução Oral que, segundo o ministério, foi enviado a todos os estados em quantidade suficiente para um mês de consumo (última entrega no dia 5 de julho) e a expectativa é que até o dia 24 deste mês será entregue uma quantidade suficiente para um mês e meio de consumo. A partir de agosto, o ministério garante que entregará a programação ascendente de forma integral.

Sobre o Zidovudina 300mg + Lamivudina150mg, o ministério afirma que todos os estados possuem em média um mês e meio de cobertura. “Novas entregues serão realizadas neste mês pela FURP, LAFEPE e FIOCRUZ. Com essas entregas a cobertura será ampliada em mais um mês. A partir de agosto ocorrerão envios regulares para manter o abastecimento”, diz trecho da nota.

Quanto ao Ritonavir Solução Oral, o Ministério da Saúde informou que nota técnica enviada na última sexta-feira, dia 7, garante a ampliação da validade por mais 30 dias. Uma nova remessa está em andamento com previsão de entrega nos estados a partir do dia 17 de julho.

Sobre o quarto medicamento da lista, Tenofovir300mg+Lamivudina300mg+Efavirenz600mg (3 em 1), o ministério informou que foi enviado para os estados entre os dias 19 e 20 de junho em quantidade suficiente para um mês de consumo. Em Mato Grosso, esse medicamento chegou ao Estado no dia 19 de junho, mas, conforme a Vigilância Epidemiológica, a quantidade enviada foi inferior à solicitada, e, em geral, é suficiente apenas para um mês.

Sobre este medicamento, o ministério assegurou que “até o início da próximo semana – previsão para o dia 17 – será entregue uma quantidade para mais dez dias e até o dia 24 de julho quantidade para mais dois meses de consumo. A previsão é que a partir de agosto a programação ascendente seja atendida integralmente. As parcelas foram muito fragmentadas pelo fornecedor e por este motivo as entregas não têm ocorrido em quantidade para até 4 meses de consumo”, diz trecho da nota, encaminhada à coordenadora de Vigilância Epidemiológica da SES, Alessandra Moraes.

Por fim, a respeito do remédio Abacavir Solução Oral, o ministério informou que a expectativa é fazer a entrega de nova remessa até o final de julho. “Já providenciamos remanejamento para atender o município do Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas, com previsão de entrega para o final desta semana”, diz a nota. O Abacavir, segundo a coordenadora Alessandra Moraes, é um dos medicamentos que está com o estoque baixo no Estado. 

O Departamento de Vigilância do Ministério da Saúde informou também que o Ritonavir 100mg encontra-se em desembaraço alfandegário quantitativo para dois meses de consumo. “A expectativa é distribuir todo o quantitativo até o final desta semana para que todos os estados recebam a partir do dia 17 de julho. Novas remessas ocorrerão em agosto de forma a suportar a migração dos pacientes que utilizavam o Lopinavir + Ritonavir”, explicou o departamento.

O ministério informou também que está em andamento a entrega do Lamivudina 150mg na quantidade suficiente para atender dois meses e meio de cobertura em todos os estados. 

 



Fonte: Carlos Martins | SES-MT

Imprimir









 Servidor  Governo  Aquisições  Sistemas
Abono de Permanência
Cédula C até 2007
Código de Ética
Contribuição Sindical
Holerite até Abril/2008
Holerite SEAP
Legislação de Pessoal
Pericia Médica
Regras para Aposentadoria
Regras para Pensão por Morte
Requerimentos de Protocolo

Certidão de Vínculo Funcional
Concursos
Consulta Agenda Aposentadoria
Consulta Processos
Formulários
Gestão Patrimonial
Legislação
Manuais Técnicos
Nomeações
Rendimentos e Lotacionograma
Webmail Digoreste

Atas de Registro de Preço
Calendário de Pregões
Portal de Aquisições

Aposentadoria Digital
Gestão de Contratos
Gestão de Viagens
SEAP
SIGPAT
Sistema de Protocolo
WEBPonto



Secretaria de Estado de Gestão
Centro Político Administrativo, Bloco III, Rua C
Cuiabá - MT  CEP 78049-005
Melhor visualizado em resolução de vídeo 1024x768px ou superior.
Todos os direitos reservados © 2011-2015.