Inscries para facilitadores da Escola de Governo terminam no prximo dia 15

Quinta-feira, 07 de dezembro de 2017 | Publicado às 15h31

A Secretaria de Estado de Gesto, por meio da Superintendncia da Escola de Governo, j tem 766 inscritos interessados em fazer parte do quadro de facilitadores para atuar nas capacitaes oferecidas pelo rgo

A A

  

A Secretaria de Estado de Gestão, por meio da Superintendência da Escola de Governo, já tem 766 inscritos interessados em fazer parte do quadro de facilitadores para atuar nas capacitações oferecidas pelo órgão. As inscrições seguem abertas, e podem ser feitas até o próximo dia 15 AQUI. 

"Ficamos surpresos com a quantidade de servidores públicos que manifestaram interesse em colaborar de forma voluntária com a Escola de Governo nas capacitações. Estes novos facilitadores estão demonstrando que é possível fazer a diferença, fazer melhor e ser um agente transformador", destacou o secretário adjunto de Gestão de Pessoas da Seges, Carlos Campelo.

O nível de escolaridade dos inscritos também chamou bastante atenção da equipe da Escola de Governo. Entre os inscritos, 3,9% possuem doutorado completo, 15,4% mestrado completo, e 55,4% especialização. Apenas 25,3% dos inscritos possuem somente curso superior ou ensino médio completo.

Os novos facilitadores passarão por formação e aperfeiçoamento de metodologia didática já no início do próximo ano, conta a superintendente da Escola de Governo Débora Gagini.

"Com um banco de colaboradores capacitados e bem preparados, será possível trabalhar de forma planejada. Nossa expectativa é elaborar o calendário letivo para o ano de 2018 e disponibilizar com antecedência para os servidores se organizarem para participar dos cursos que serão oferecidos”, explica.

Ela conta ainda que dentro do planejamento da Superintendência para 2018, há a reformulação dos cursos de nível sistêmico.  Eles serão planejados junto ao órgão central de cada sistema para atender as necessidades de prática administrativa, ainda atendendo os pontos de necessidade de melhoria apontados pela Controladoria Geral do Estado (CGE).

"Direcionar as capacitações para os processos sistêmicos mais críticos certamente trará mais resultado, com mudança de comportamento e melhoria na entrega final. Temos esse diagnóstico através do trabalho da CGE e utilizaremos essas informações para melhorar as capacitações no alcance da nossa missão que é contribuir com a profissionalização da Administração Pública", finaliza a superintendente.


Fonte: Lorena Bruschi | Seges-MT
Imprimir