Seplag realiza primeiro Encontro de Promoo e Preveno Sade Mental dos Servidores

Terça-feira, 08 de outubro de 2019 | Publicado às 08h57

O Encontro foi realizado em parceria com a Controladoria Geral do Estado (CGE) e com a Secretaria de Assistncia Social e Cidadania (Setasc) como forma de fomentar o debate na administrao pblica sobre a sade mental

A A

  

O Primeiro Encontro de Promoção e Prevenção à Saúde Mental dos Servidores, realizado na última sexta-feira (04), contou com a presença dos servidores das Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), da Assistência Social e Cidadania (Setasc) e da Controladoria Geral do Estado (CGE). O evento teve como objetivo proporcionar a reflexão a respeito da saúde mental do servidor público dentro do ambiente de trabalho.

O Encontro foi uma iniciativa da Secretaria Adjunta de Administração Sistêmica da Seplag, por meio da Coordenadoria de Segurança e Saúde no Trabalho, em parceria com a Setasc e a CGE.

Em formato de painel interativo, psicólogos e servidores puderam debater o tema e apresentar os conceitos e preconceitos das doenças mentais no ambiente de trabalho, as causas do adoecimento mental e os possíveis caminhos para solucioná-los, além de falar sobre prevenção e tratamento.

Segundo os palestrantes, entre as causas apresentadas para o adoecimento psíquico do trabalhador estão trabalhos repetitivos, falhas na comunicação entre servidor e gestor, falta de esclarecimento nas demandas solicitadas, falta de reconhecimento, alto nível de estresse, a alta demanda de metas inalcançáveis, dentre outras. A causa mais apontada pelos servidores durante o evento foi à falha na comunicação entre os gestores e servidores.

“A Seplag tem trabalhado para reduzir os casos de transtornos mentais e do comportamento na pasta, assim como para que todos os órgãos e entidades adotem medidas voltadas para a implantação da política de saúde e segurança do trabalho”, disse a secretária adjunta de Administração Sistêmica da Seplag, Eliane Albuquerque.

Segundo levantamento feito no primeiro semestre deste ano, o número de novos afastamentos por transtornos mentais e do comportamento na Seplag teve uma redução de 75% em comparação aos primeiros seis meses de 2018. O levantamento foi realizado com base nos dados do Relatório de Servidores Afastados do Sistema de Perícia Médica e do Relatório Funcional Geral da Coordenadoria de Monitoramento de Pessoal.

A redução deve-se ao Processo de Acompanhamento Psicossocial para o Servidor, aliado ao Programa de Atenção à Saúde Mental, que é desenvolvido pela Secretaria Adjunta Sistêmica da pasta junto aos servidores.

A psicóloga Christina Mendonça ressaltou a importância do evento como uma oportunidade dos servidores se prevenirem e ajudarem outras pessoas. “Ao falarmos sobre o tema, alertamos as pessoas que estão em sofrimento a se cuidarem, a buscarem possibilidades de enfrentamento para não chegar ao adoecimento. Então, discutir este assunto é uma forma da pessoa identificar este sofrimento”, afirmou Mendonça.

(Supervisão de texto de Nayara Takahara).



Fonte: verton Anunciao | Seplag-MT
Imprimir