Seplag orienta servidores sobre inventrio patrimonial de encerramento de ano

Quarta-feira, 27 de novembro de 2019 | Publicado às 11h14

Cada Secretaria de Estado tem uma comisso de Patrimnio composta por trs servidores efetivos, que so responsveis por classificar, identificar e valorar todos os bens lotados no rgo

A A

  

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) reuniu-se com representantes dos setores e entidades de Patrimônio do Executivo estadual nesta terça-feira (26.11) para orientá-los quanto à realização do inventário patrimonial de encerramento de 2019. O encontro foi realizado em parceria com a Controladoria Geral do Estado (CGE) e com a Secretaria de Fazenda (Sefaz) e reuniu 115 servidores.

Anualmente, os órgãos têm o dever de fazer o levantamento de bens móveis, imóveis e de consumo administrados pelo Estado, conforme a Lei Federal nº 4.320/64. A realização do inventário tem a finalidade de evitar gastos desnecessários, reduzir perdas, furtos e desvios dos bens da organização, bem como conhecer o tempo de vida útil e o valor do produto para o controle e conservação patrimonial.

O secretário adjunto de Patrimônio e Serviços da Seplag, Luiz Gustavo Tarraf, destacou durante a reunião o papel da pasta de instruir as coordenadorias de Patrimônio. “Nós, como órgão central, devemos orientar, normatizar e acompanhar as unidades setoriais na execução das ações que estabelecemos para a construção desse importante documento para o Executivo Estadual”.  

Cada Secretaria de Estado tem uma comissão de Patrimônio composta por três servidores efetivos, que são responsáveis por classificar, identificar e valorar todos os bens lotados no órgão. Eles têm o prazo de um ano para levantar todos os materiais e enviar as informações para registro eletrônico.

Na avaliação do coordenador de Patrimônio e Serviços da Seplag, Ronaldo Fraga, os servidores e gestores têm entendido a relevância do inventário patrimonial para a gestão pública e se preocupado em fazê-lo corretamente. Segundo ele, essa atitude “resultará em mais eficiência aos serviços prestados pelo governo”, disse. 

(Supervisão de texto de Nayara Takahara).


Fonte: verton Anunciao | Seplag-MT
Imprimir